Varejistas e atacadistas notificam Mastercard contra novas taxas


Banco de imagens Canva

A Associação Brasileira de Supermercados (ABRAS) e a Associação Brasileira dos Atacadistas de Autosserviço (ABAAS) emitiram alertas à Mastercard, a primeira através de uma notificação extrajudicial e a segunda em um ofício. As duas principais representantes dos comércios varejista e atacadista reclamam de um reajuste da tarifa de intercâmbio que é cobrada pela operadora e repassada aos bancos emissores de cartões.


O aumento da tarifa, que já havia sido objeto de queixa apresentada pelos representantes do setor de e-commerce no mês passado, está previsto para o dia 22 de abril. De acordo com os comerciantes, o aumento chegará a 0,5% nas transações online via cartão feitas no débito, e 0,2% nas transações na função crédito. Os custos serão, naturalmente, repassados aos consumidores.


Por que os comerciantes reclamam da Mastercard?

Na notificação extrajudicial da ABRAS, os supermercados reclamam textualmente de que a operadora de cartões não apresentou qualquer “justificativa econômica e jurídica” plausível para o aumento da taxa. Já os atacadistas, que só recentemente passaram a aceitar transações com cartões de crédito e débito, indicaram que vão “repensar” o uso da bandeira em suas vendas, por considerar o reajuste “inaceitável, abusivo, exorbitante e desproporcional”.


Em nota enviada ao colunista Lauro Jardim, do jornal O Globo, a Mastercard confirmou que atualizará a taxa no dia informado, "respeitando os limites estabelecidos pelo regulador" e que ela é paga "pelo adquirente ao banco do titular do cartão pelos serviços que ele fornece", não recebendo “nenhuma receita advinda de taxas de intercâmbio".

 

Fonte: https://www.tecmundo.com.br/mercado/237427-varejistas-atacadistas-notificam-mastercard-novas-taxas.htm