top of page

88% dos consumidores preferem WhatsApp como meio de comunicação, segundo estudo do IDC

Estudo desenvolvido pelo International Data Corporation (IDC), a pedido da Yalo, analisou quais são os meios de comunicação mais populares para as empresas brasileiras. Considerando o período entre novembro de 2022 e junho de 2023 a pesquisa concluiu, com 95% de confirmações, que a plataforma mais utilizada é o WhatsApp.


Fonte: Banco de imagens Canva

Sob o ponto de vista dos consumidores as preferências são: WhatsApp (88%), redes sociais (77%) e e-mail (59%).


Somente no Brasil há 197 milhões de usuários de WhatsApp, configurando o segundo maior mercado do mundo, segundo a Meta. Além disso, 1 bilhão de pessoas usam contas comerciais ou de serviços tanto no WhatsApp quanto no Messenger, afirma a companhia.


Erick Buzzi, general manager da Yalo no Brasil detalha: “empresas de todos os setores têm colocado o cliente no centro de sua estratégia. Nesse sentido, já podemos comprovar o sucesso do comércio conversacional ao ajudar as organizações a escolher o melhor canal de comunicação para interações comerciais hiper personalizadas em qualquer tempo e lugar, conectando pessoas, dados, processos, sistemas e aplicações de forma bastante orgânica”.

No mercado brasileiro, 43% das empresas veem como prioridade o aumento da produtividade. Garantir o equilíbrio da experiência do cliente no mundo físico e no mundo digital aparece na sequência com 36% de relevância.


Avanço tecnológico


De acordo com o estudo do IDC, os aplicativos de mensagens terão um crescimento de 30%, atingindo US$3,7 bilhões em 2025.


“O momento atual reforça a necessidade de aumentar os processos de marketing, pré-venda, venda e pós-venda, gerando melhores taxas de fidelidade e uma experiência de cliente perfeita e transparente. O foco no cliente requer canais de comunicação com os quais os usuários se sintam mais confortáveis na interação e a comunicação deve fluir naturalmente”, detalhou Buzzi.


Ademais, em função de uma crescente expectativa de soluções com inteligência artificial (IA) os investimentos em chatbots, focados em B2B na América Latina, devem crescer 31%.


No caso do comércio conversacional, os chatbots são responsáveis por 8% do mercado mundial de plataformas de e-commerce, segundo o Future Market Insights.


“No Brasil, 92% das empresas já recolhem dados de clientes e 75% utilizam chatbots. Isso só reforça o quanto a tecnologia precisa estar presente nos negócios”, concluiu o executivo.

 
bottom of page