top of page

Varejo foi o setor que mais recuperou dívidas, mostra pesquisa do Serasa

O varejo foi o setor que mais recebeu pagamentos em dívidas negativadas em julho, chegando a 54%, conforme mostra o Indicador de Recuperação de Crédito das empresas da Serasa Experian, enviado com exclusividade ao Money Times.


Fonte: Banco de imagens Canva

A recuperação de créditos nas empresas dos segmentos “financeiras” e “bancos e cartões” vêm em seguida, atingindo 51,9% e 45,3%, respectivamente.


Além do varejo: veja a lista


Vem mais baixa no índice?

De julho de 2022 até julho deste ano, o índice vem apresentando altas e baixas. Em abril de 2023, a porcentagem alcançada era de 48,5%, caindo para 46,6% (maio), 44,6% (junho) e 43,2% em julho.


Na análise pela idade das dívidas, aquelas com até 30 dias de vencimento foram as mais liquidadas, chegando a 54,2%. Em seguida ficaram as de até 60 dias (42,0%), 90 dias (31,3%), 180 dias (21,0%), contas com 1 ano (18,5%) e as que venceram há mais de 1 ano (14,7%).


Luiz Rabi, economista da Serasa Experian, acredita que as baixas nos índices de recuperação de crédito das empresas são explicadas pela fraca atividade econômica, que prevaleceu nos últimos meses.


“A perspectiva é de que a análise do segundo semestre traga resultados mais favoráveis, motivados pela redução na inflação e na taxa básica de juros, além da estabilidade na inadimplência das companhias”.


O levantamento apurou ainda que as dívidas com valor entre R$ 500 e R$ 1.000 foram os mais elegidos pelas empresas inadimplentes na hora de colocar as contas em dia. Já os encargos de R$ 2 mil a R$ 10 mil foram os menos contemplados.

​Dívidas

Jul/23

Até R$ 500

45,3%

R$ 500 a R$ 1000

47%

R$ 1000 a R$ 2000

39,4%

R$ 2000 a R$ 10000

37,2%

+ de R$ 10000

46,3%

 
bottom of page