top of page

Genuine amplia portifólio de olho em conveniência para clientes

Marca de chocolates da Cargill lança novos produtos para indústria e food service voltados à mais praticidade e conveniência


Fonte: Freepik

A menos de duas semanas para a Páscoa, é mais do que hora de colocar a mão na massa. A produção de ovos e chocolates temáticos artesanais está a todo vapor, assim como a indústria, que prevê uma Páscoa com recorde de variedade de produtos e 5% de aumento nas vendas, que podem chegar a 9,5 milhões de toneladas. Uma das empresas que abastece essa dinâmica e todo o ecossistema dos chocolates – o ano inteiro – é a Genuine, marca de chocolates do grupo Cargill.


Fundada em 2007 em uma fábrica originalmente da década de 1950 na cidade de Porto Ferreira, no interior de São Paulo, a marca latino-americana para chocolates da corporação quer agora crescer e se tornar mais conhecida.


O objetivo para 2023 e os próximos cinco anos é crescer e ganhar market share da Genuine. Confiantes nisso, a Cargill vai expandir a capacidade de produção na fábrica de Porto Ferreira, no interior de São Paulo. A capacidade produtiva da unidade será ampliada em 70% até o final do ano que vem, com investimento estimado em R$ 50 milhões.


A fábrica quer conquistar ainda mais clientes nas categorias de bakery, sorvetes e confeitaria, com produtos a granel e moldados. “Esta decisão está conectada com o compromisso da Cargill de entregar um produto de qualidade, e mostra como acreditamos na cidade que nos acolheu”, destaca Guilherme Moretti, gerente da fábrica de Porto Ferreira.


Chocolate Genuine recebe reconhecimento internacional

O Genuine Chocolate Branco foi premiado com três estrelas pelo International Taste & Quality Institute (iTQi), vinculado ao ministério de economia da Bélgica, referência mundial na avaliação e promoção de alimentos e bebidas de sabor superior, e também recebeu o selo de Produto Excepcional e de Alta Qualidade nesses últimos anos.


lançamento chega após um estudo cuidadoso sobre o mercado e uma pesquisa feita com consumidores, além de acompanhar o aumento do consumo de receitas doces fora de casa, graças ao avanço da vacinação pelo País. As moedas chegam nos sabores ao leite, meio amargo e branco e essa diversificação, somada ao manuseio descomplicado, deve facilitar o uso para derretimento e na finalização de bolos, brownies, cupcakes, mousses, cookies e outras receitas doces.


Variedade no portifólio que atende a desejos do consumidor

A Genuine ainda está focada no B2B, e ainda não tem pretensões de entrar diretamente na venda para o consumidor. O foco da marca é, por enquanto, industrial, pequenas, médias e grandes, com 3 pilares principais de categorias de alimentação: panificação, sorvetes, confeitaria – indústrias que produzem chocolates, ovos de páscoa, por exemplo. Além disso, a companhia atende food services e artesanal, de produção caseira.


Hoje, a marca conta com uma variedade de produtos, que incluem barras, moedas, recheios e coberturas, diversificando o portifólio para atender demanda dos clientes, de praticidade e conveniência de acordo com o tipo e a necessidade do uso. Além disso passou a oferecer diferentes gradações, o percentual de cacau vai de 33% a 65%, ao leite, meio amargo, branco e blend. O novo Genuine é resultado de pesquisas com clientes sobre a percepção de paladar e os níveis de cacau que tornam o chocolate mais saboroso.


Para uma parcela dos consumidores, o chocolate 70% é considerado amargo demais, por isso a Cargill investiu em pesquisas para encontrar o percentual que equilibrasse intensidade, doçura e textura. “Nossos projetos buscam identificar dor e agregar valor aos produtos dos clientes, para que eles possam promover experiências para seus consumidores finais”, explica lançamento de recheio pronta, para padronizar a oferta dos clientes


Ludmila Roseiro, líder do projeto, as Moedas Genuine seguem uma proposta de valor da Cargill, com priorização da qualidade e do sabor. “O novo perfil consumidor está ligado a uma gourmetização das receitas e isso traz desafios de diversificação, mas também de praticidade, que são novas marcas do nosso tempo. E a Cargill continua se transformando para acompanhar esses novos perfis”, analisa Ludmila.


O novo lançamento da marca é a Skimo, uma cobertura para sorvete que faz casquinha, mas que não precisa ser aquecida. A fórmula, exclusiva, foi patenteada pela Cargill.

 
bottom of page