top of page

Celular Seguro: Governo Federal lança aplicativo para facilitar o bloqueio de celulares objetos de atos ilícitos.

Vivemos em uma era em que os smartphones desempenham um papel crucial em nossas vidas, armazenando uma quantidade significativa de dados pessoais, bancários e de redes sociais. Infelizmente, a preocupação com roubos e furtos de celulares tem crescido, gerando uma demanda urgente por soluções eficazes. Em resposta a essa questão, o governo federal lançou o aplicativo "Celular Seguro" em 19 de dezembro, uma iniciativa do Ministério da Justiça e Segurança Pública projetada para combater roubos e furtos de telefones em todo o país.


O acesso ao "Celular Seguro" é descomplicado, podendo ser feito tanto pela internet quanto por meio dos aplicativos disponíveis para Android e iOS. No entanto, é necessário vincular sua conta à plataforma digital "Gov.br" para ter acesso.


Para ter as funções de bloqueio de aparelhos móveis pelo computador, acesse o site do Celular Seguro clicando aqui. Faça o login com a conta Gov.br. Em seguida, digite CPF no campo em destaque e toque em "Confirmar". Depois, coloque a senha. Por lá, é possível ter acesso às mesmas funções apresentadas no app. Além do método tradicional de login, o aplicativo permite a integração com a conta bancária do usuário. Essa funcionalidade simplifica o processo de autenticação, tornando-o mais conveniente e eficiente.


Para cadastrar o aparelho é importante ter informações como marca, modelo, número de telefone, operadora, número de série (opcional), pessoa de confiança (opcional) e IMEI (opcional). Para ver o IMEI do seu celular digite *#06#.


O aplicativo oferece recursos abrangentes, incluindo o bloqueio do IMEI do aparelho, contas bancárias e linhas telefônicas. Para garantir a eficácia dessas funcionalidades, é essencial cadastrar o celular no "Celular Seguro" e seguir os passos indicados para registrar as informações do aparelho.


No caso de furto ou roubo, o aplicativo oferece duas opções para registrar ocorrências: diretamente pela conta do usuário ou por meio de contatos de confiança cadastrados anteriormente.  No primeiro caso, a vítima deve fazer login na conta do Gov.br, seja pelo computador ou por outro aparelho celular. Na tela inicial do aplicativo, clique em “registrar ocorrência”. Em seguida, toque em “meus telefones”. Após preencher os campos de data, tipo de situação, hora e estado da ocorrência, pressione “emitir”. Caso o usuário tenha um registrado um contato de confiança, o processo é semelhante. Após fazer o login da conta do GOV.BR, clique em “registrar ocorrência”, e em seguida, em “telefone de confiança”. Por fim, compartilhe os dados sobre o ocorrido e depois clique em “emitir”.


A inclusão de contatos de confiança é uma prática recomendada, pois agiliza o processo de bloqueio. No entanto, mesmo sem contatos cadastrados, o usuário pode realizar o registro e o bloqueio diretamente pelo site em caso de roubo.


Após registrar a ocorrência no "Celular Seguro", o aplicativo gera um número de protocolo e emite alertas para as instituições parceiras tomarem as medidas de proteção. É importante destacar que o aplicativo não substitui a necessidade de registrar um boletim de ocorrência na polícia.


Neste primeiro momento, o tempo de bloqueio do celular pode variar. A expectativa é de que as instituições bancárias realizem o bloqueio total da conta em até 30 minutos após o alerta emitido. Já a Anatel promete realizar o bloqueio do IMEI do aparelho em até 24 horas. O bloqueio das linhas telefônicas por empresas de telefonia está previsto para iniciar até o dia 9 de fevereiro.


Se o usuário recuperar o aparelho bloqueado, é fundamental entrar em contato com a prestadora de telecomunicações para solicitar o desbloqueio e restabelecer o acesso às redes celulares brasileiras. Além disso, será necessário entrar em contato com o banco e outras instituições privadas para liberar o acesso aos aplicativos.


Para fazer o download do aplicativo, basta acessar as lojas de aplicativos correspondentes ao seu dispositivo. No iOS, visite a App Store, pesquise por "Celular Seguro BR" e faça o download. Para dispositivos Android, abra a Google Play Store, pesquise por "Celular Seguro BR" e realize o download.


O aplicativo "Celular Seguro" representa uma ferramenta essencial dedicada à proteção de seus dados e à segurança do seu dispositivo móvel. Para complementar essa abordagem, é crucial adotar outras medidas preventivas, como evitar expor o aparelho em locais públicos, implementar senhas seguras e utilizar tecnologias de reconhecimento facial. Essas práticas adicionais são fundamentais para garantir a integridade e confidencialidade das suas informações em todas as situações.

 

Fonte: FecomercioSP

Posts recentes

Ver tudo

Série: Falando sobre LGPD ATUAÇÃO DA ANPD

A Autoridade Nacional de Proteção de Dados - ANPD foi instituida pela Medida Provisória n. 869, de 27 de dezembro de 2018, posteriormente convertida na Lei n. 13.853, de 14 de agosto de 2019. É um órg

bottom of page