top of page

Tráfego do e-commerce retrai em setembro e reforça espera pela Black Friday

Os dados são do relatório Setores E-commerce no Brasil, da Conversion


Fonte: Banco de imagens Wix

O tráfego do e-commerce brasileiro registrou o segundo desempenho mais baixo de 2023 no mês de setembro, com 2,39 bilhões de acessos únicos. O número está atrás apenas de fevereiro, quando a marca ficou em 2,36 bilhões. Os dados são do relatório Setores E-commerce no Brasil, da Conversion.


Em comparação a agosto, a retração foi de 3,7%. Já em relação a janeiro, melhor mês do ano, com 2,77 bilhões de visitas únicas, a diferença chega a 13,7%.


A pesquisa aponta que o crescimento do setor de produtos infantis (7%) em setembro antecipou a tendência natural de compras para o Dia das Crianças, em outubro. A Black Friday, então, se torna a data mais importante do varejo brasileiro à medida em que alia a oferta em massa de descontos em diversos itens e serviços às buscas que os consumidores fazem consecutivamente do que eles mais desejam comprar.


“A tendência é que isso se repita em 2023, talvez até mais do que nos anos anteriores, considerando a melhora do cenário econômico do país – com juros mais baixos e um aumento tímido do poder de compra”, observa Diego Ivo, CEO da Conversion.


Além dos produtos infantis, o segundo melhor desempenho do relatório foi do setor de comidas e bebidas (6,6%). Na contramão, setores como o de Esportes (-12,4%) e Moda e Acessórios (-8%) tiveram quedas mais intensas.


A Black Friday também dará o tom nas receitas dos varejistas. No ano passado, o mês da comemoração registrou crescimento de 114% em vendas das plataformas do e-commerce.

 
bottom of page