top of page

Preferência por lojas internacionais na Black Friday cresce entre brasileiros

Shopee e AliExpress conquistaram espaço entre os canais mais buscados


Fonte: Banco de imagens Canva

Às vésperas da Black Friday, os consumidores estão de olho em promoções oferecidas por lojas internacionais. O comportamento tem sido impulsionado pelas recentes alterações na legislação que elimina o imposto federal de importação para compras online de até US$ 50. Os dados são de uma pesquisa feita pela Ecglobal.


Marcas como a Shopee e o AliExpress têm conquistado espaço entre as mais buscadas na Black Friday. A eliminação do imposto federal de importação para compras online de até US$ 50 torna o cenário promissor para marcas internacionais.


Antes da nova lei, todas as remessas internacionais eram taxadas em 60%. Agora, todas as compras têm um ICMS fixo de 17%, tornando as compras de produtos internacionais atraentes e acessíveis para os consumidores brasileiros.


Entre 2021 e 2023, houve crescimento constante também no mercado brasileiro. Incluída no estudo da Black Friday a partir de 2022, a Shein apresentou um avanço de 13 pontos percentuais em 2023. O sucesso pode ser atribuído, em parte, à conexão emocional que os consumidores brasileiros têm com a marca.


Em nota, a Shoppe informou que como 90% das vendas pela plataforma são feitas por vendedores brasileiros, é errado dizer que esse crescimento se deve à mudança na taxação de produtos importados.


Lojas físicas também serão procuradas

A pesquisa também aponta que há espaço para as lojas físicas, especialmente entre os consumidores com mais de 55 anos. A análise dos dados revela que, apesar da predominância das compras online, a escolha por canais offline para pesquisa de produtos tem queda nesse grupo etário, que tem menos conexão com ofertas em lives/programas/shows de marcas, sites de marcas e cadastros em sites especializados.


“Ao entender melhor como funciona os hábitos de compras para cada faixa etária, é possível criar oportunidades de atrair e envolver esse público por meio de estratégias direcionadas e experiências personalizadas. Os compradores entre 44 e 55 se destacam na preferência por sites de buscas, cadastro em sites especializados e sites de comparação de preços e de marcas”, aponta Adriana Rocha, co-CEO e fundadora da Ecglobal.


A pesquisa também aponta alta demanda por aparelhos eletrônicos, principalmente celulares para a data. A preferência pela compra de eletrônicos de uso pessoal chega a 62% no online, seguido de roupas (46%) e produtos de beleza (37%).


Faltando apenas um mês para uma das principais datas de vendas no segundo semestre, consumidores e empresas já estão se preparando para a Black Friday 2023. Os eletrônicos (69%) compõem o grupo de categorias preferidos dos brasileiros que pretendem comprar na Black Friday, com destaque para os eletrodomésticos (30%), celulares (28%) e eletroportáteis (27%).

 

Opmerkingen


bottom of page