top of page

Empresas de varejo passam mensagem positiva após balanços do 2º tri, diz XP

Casa mantém preferência pelos papéis do Grupo Soma, Assaí e Grupo Mateus


Fonte: Banco de imagens Canva

As empresas do setor de varejo apresentaram reequilíbrio de canais no segundo trimestre, com lojas físicas superando o comércio eletrônico, aceleração do crescimento da receita, melhora de rentabilidade e alguns efeitos positivos não recorrentes, diz a XP.

Os analistas Danniela Eiger, Thiago Suedt e Gustavo Senday escrevem que o varejo de alta renda e o atacarejo foram os destaques da temporada, enquanto Natura &Co e Alpargatas decepcionaram. Grupo Soma, Assaí e Grupo Mateus se mantêm como suas principais escolhas no setor.


As companhias passaram uma mensagem de foco em rentabilidade e geração de caixa, destacando que a demanda de alta renda permanece robusta, mesmo com desaceleração frente a uma base de comparação normalizada, além de dinâmicas favoráveis no varejo alimentar com o Auxílio Brasil e tendência de melhora na inadimplência.

A XP aponta que efeitos sazonais positivos beneficiaram as empresas do varejo, como o frio mais cedo beneficiando varejistas de roupas, e ajuste de preços de medicamentos e temporada de gripe mais normalizada para farmácias.

“No geral, as empresas estão cautelosamente otimistas para o segundo semestre, diante da melhora marginal do cenário macro frente a desaceleração da inflação e proximidade do fim do ciclo de aperto monetário”, comentam. O lançamento do 5G e a Copa do Mundo podem beneficiar a demanda por celulares e televisões.

 
bottom of page