top of page

E-commerce: compra online é cada vez mais habitual, apontam Octadesk e Opinion Box

Se um dia houve estranheza ou dúvida a respeito da compra online, é possível dizer que esses tempos estão próximos do fim. De acordo com uma pesquisa de Octadesk e Opinion Box, o e-commerce no Brasil é o mais utilizado por 58% dos brasileiros que lojas físicas. A taxa de quem utiliza ambos modelos é de 14%.


Fonte: Banco de imagens Wix

Conforme o levantamento das empresas, a força do e-commerce foi reforçada no país e cria, para o futuro, a expectativa de uma solidez maior para o setor.


Um dos dados representativos trazidos é de que 85% dos entrevistados compram ao menos uma vez por mês. A frequência, semanal também aumentou de 12% para 17% comprando no e-commerce pelo menos uma vez por semana.


Motivação

Além de pensar em frequência e escolha pelo online, o estudo também buscou compreender as razões para comprar no e-commerce e em lojas físicas.


Entre os principais pontos citados a favor do e-commerce, ficam preços mais baixos (58%), praticidade de não sair de casa (57%) e promoções somente encontradas no online (56%).

Outros fatores como facilidade para comparar preços (49%), maior variedade de produtos (38%), acesso a produtos não encontrados na própria cidade (36%) e formas de pagamento preferidas (23%) também apareceram na lista.


Um ponto negativo apresentado na pesquisa é que 23% dos consumidores compram mais em lojas físicas pois acham mais seguro que o e-commerce.


Plataformas

Os sites e lojas virtuais são os canais mais procurados quando o assunto é compra online, atingindo 63% do público. Em seguida, marketplaces (60%) e aplicativos da própria rede (49%) também são as opções mais viáveis aos entrevistados.


A lista é completa por meios ainda considerados alternativos no país, mas que apresentam crescimento a cada dia. Entre eles, estão aplicativos agregadores (36%), redes sociais, sites de classificados (ambos com 12%) e WhatsApp (9).


O último têm crescido nos últimos meses, até mesmo pelo desenvolvimento de ferramentas, como o WhatsAppPay, visando facilitar o comércio eletrônico por meio da plataforma de mensagens instantâneas.


O E-commerce Trends 2024, conduzido por Octadesk e Opinion Box, pode ser acessado na íntegra.

 
bottom of page