top of page

Dia dos Pais: escolha do público pende ao lado do e-commerce e Pix se destaca

Para o Dia dos Pais, o e-commerce se destacou como meio para a compra de presentes. Já a Nuvemshop aponta que PMEs online foram responsáveis por movimentar R$ 194 milhões na data. O crescimento frente a mesma data em 2022 foi de 19%.


Fonte: Banco de imagens Canva

Ainda segundo a Nuvemshop, o período analisado — três semanas anteriores ao Dia dos Pais — contou com 800 mil pedidos. Ao todo, 3,2 milhões de produtos foram vendidos, crescendo 22% na comparação ano a ano. Além disso, a quantidade de itens comercializados cresceu 23% no mesmo retrospecto.


Em termos estaduais, São Paulo obteve o maior faturamento (R$ 84 milhões), seguido por Minas Gerais (R$ 18,5 milhões), Rio de Janeiro (R$ 13,5 milhões), Santa Catarina (R$ 11,5 milhões) e Ceará (R$ 10 milhões). Somados, os cinco estados citados representaram 71% de todo o faturamento das PMEs online no Dia dos Pais em 2023.


O valor médio por compra em PMEs no e-commerce chegou a R$ 242,60., com aproximadamente 25% das vendas em redes sociais. O destaque ficou para Instagram, com 89,5% da comercialização.


Pagamentos

Com destaque para o pagamento via Pix, segundo informações da Yampi, com 382 mil pedidos online pagos dessa forma no Dia dos Pais. O cartão de crédito ainda foi o mais utilizado, contabilizando 384 mil pedidos.


A maior queda (43%) ficou com o boleto, utilizado em 45 mil compras. O levantamento leva em consideração transações feitas entre 31 de julho e 11 de agosto.


Varejo físico

Os dados do Indicador de Atividade do Comércio da Serasa Experian mostram que, em comparação com o mesmo período de 2022, a semana do Dia dos Pais, de 7 de agosto a 13 de agosto deste ano, registrou queda de 2,8% na atividade do comércio físico.


No recorte considerando apenas o final de semana da data comemorativa (11 de agosto a 13 de agosto, houve um tímido crescimento de 0,4%.


“Datas comemorativas sempre trazem esperança para os comerciantes de alavancarem as vendas, mas as taxas de juros continuam altas e desencorajando os consumidores a gastarem demais. Presentes mais modestos e gastos com experiências, como restaurantes e passeios, tornam-se alternativa para o dia não passar em branco”, analisa Luiz Rabi, economista da instituição.


Em São Paulo, a atividade do varejo físico também apresentou retração (2,2%) frente 2022. Os atrasados trouxeram uma leve alta (0,6%) para o final de semana do Dia dos Pais.

 
bottom of page