Com Copa do Mundo em novembro, Dia das Mães deve ter maior crescimento em 2022

Smartphones são os mais buscados na data e tem os portáteis, menor ticket médio, competindo com outros segmentos presenteáveis como chocolates, joias e vestuário


Banco de imagens Wix

O Dia das Mães deve manter o mesmo comportamento de 2021, quando a data comemorativa foi a segunda mais rentável entre os principais períodos de sazonalidade do varejo, recuperando o volume de vendas pré-pandemia, segundo dados da GfK Brasil. A única data a ter crescimento no ano, mesmo tendo os smartphones no topo dos itens mais buscados, tem foco no sortimento de eletroeletrônicos portáteis, com disponibilidade em lojas físicas, como pranchas e modeladores de cabelo.


A justificativa, segundo a GfK, é o fato da Copa do Mundo ser no final do ano, que abre uma grande margem para a busca de um mix de produtos mais variados. “Por ser um ano de Copa, há um interesse maior na troca das TVs de casa, que já poderia ser um movimento a ser sentido no Dia das Mães. Mas como os jogos só acontecem no final de novembro, o consumidor deve jogar essa compra para o segundo semestre, abrindo espaço para outros itens", afirmou Fernando Baialuna, head da gfkconsult Latam e diretor de varejo da GfK Brasil. Os smartphones ainda são os produtos mais buscados para presentear na data, mas passam a dividir espaço com portáteis, tanto pelo ticket médio quanto pela ocasião, já que podem ser facilmente retirados nas lojas. “A figitalização abriu uma nova oportunidade na jornada do consumidor. Ele pode comprar online e retirar na loja mais próxima, sem precisar aguardar ou pagar taxa de entrega”, comentou Baialuna.

 

Fonte: https://www.mundodomarketing.com.br/ultimas-noticias/39813/com-copa-do-mundo-em-novembro-dia-das-maes-deve-ter-maior-crescimento-em-2022.html